Sejam todos bem-vindos!

Qualquer Coisa é a Mesma Coisa é uma série de publicações próprias e algumas divulgações, quando não faço nada, ponho alguma coisa por aqui, que, talvez, ninguém ou poucos as leiam.

Recomendo o uso dos marcadores a direita de sua tela, ok?
Boa Leitura!! Se não quiser ler, apenas olhe... Comente...

terça-feira, 15 de junho de 2010

Voo gratuito e possível

A complexidade de algo é considerada assim, até acharmos "o fio da meada", ou o seu "calcanhar de Aquiles" ou no popular, o ponto fraco.
O homem anseia voar por conta própria como os pássaros e alguns insetos voadores, sem saber que ele já consegue voar: isso porque ele nunca resolveu por vontade própria pular do topo de um edifício de cem andares, esse já sabe que que só chega e com muita coragem somente ao décimo e de lá não passa. é como possuir um par de asas e não ter coragem de voar, pois dizem que isso não é possível.
em um dia qualquer, diferente do "era uma vez", um ser com características incomparáveis simplesmente diz: "Já voei uma vez na vida, e estou prestes a conseguir voar novamente".
Bem, o que acontecia quando alguém o escutava? Chamavam sempre de mentiroso.
Só sei que o fim dessa história chega quando esse indivíduo está no centésimo andar, pula, e com uma velocidade ultra veloz, começa a voar na direção das nuvens e sumindo nelas. E de lá, ele grita: "Na verdade não fui eu quem voou e sim cada um de vocês que imaginaram como eu voaria e voaram sem perceber. Percam esse medo de pré estabelecido e não ousam em usar só os dez, mas os 100% de suas massas cefálicas para alcançar o centésimo andar do prédio e e voar consciensiosamente".
Depois disso, nunca mais se viu ou ouviu-se falar sobre esse ser.

3 comentários:

  1. eu não posso dizer bque viajou na manteiga porque em cda palavra exist uma meia verdade então valeu pela viagem garoto.......


    ass: Daniele Silva Pinheiro

    ResponderExcluir
  2. Sempre somos mais capazes do que imaginamos!
    Penso que as vezes alguns preferem dispensar o vôo, pois a liberdade dá trabalho!

    ResponderExcluir