Sejam todos bem-vindos!

Qualquer Coisa é a Mesma Coisa é uma série de publicações próprias e algumas divulgações, quando não faço nada, ponho alguma coisa por aqui, que, talvez, ninguém ou poucos as leiam.

Recomendo o uso dos marcadores a direita de sua tela, ok?
Boa Leitura!! Se não quiser ler, apenas olhe... Comente...

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

Cartinha pra primeira.


Muito obrigado.
Mas... Por quê? Né?
Fizeste perceber que minha maior vontade não vai ser concretizada e é tão simples ela... Um mundo mais feliz, um mundo como jamais se foi visto... Um mundo utópico. Percebi também que é muito triste um ser interferir nos gostos, gestos, atitudes e, principalmente vontades de outro ser. Nunca admiti isso ainda mais quando estou convicto de tal ação. A solidão vai me acompanhar, junto com a vida que me resta e as boas vidas que ainda existem por aqui: plantas, animais, céu, mar e crianças.
Tudo isso não exprime um ato de desistência; apenas continuarei a acreditar nos bons e tais valores que restam na nossa vida, e, sem pressa, conseguir passar toda essa energia positiva de minha alma pra pessoas que têm a mesma vontade que a minha e essa por sua vez, sozinha também, conseguir uma transmissão do mesmo sentimento sem falar uma só palavra.
Ao longo de poucos anos vividos, já percebi que a revolução grupal só traz festas, divergências e o pior: FALSAS CONQUISTAS. Na verdade existem acordos, uma troca de valores, cada um sai ganhando sem equidade. E fazem com uma complexidade pra não acharem o seu calcanhar.
Todo esse olhar, toda essa afirmação, justificou, graças a uma curta convivência e um fim rápido; a minha vista é incompreensível e julgo eu renegada. Acho que as pessoas devem pensar que não vivo no que penso e exprimo, só pode ser... Aí cavam pra ver se sou contraditório... Isso é uma perda de tempo, pra quem quer ganhar em cima de mim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário