Sejam todos bem-vindos!

Qualquer Coisa é a Mesma Coisa é uma série de publicações próprias e algumas divulgações, quando não faço nada, ponho alguma coisa por aqui, que, talvez, ninguém ou poucos as leiam.

Recomendo o uso dos marcadores a direita de sua tela, ok?
Boa Leitura!! Se não quiser ler, apenas olhe... Comente...

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

Vida semi-acabada


De triste a natureza berra
A seca alcançou o pé da serra
Chuva rara, diamante pra mendigo
Sol torrando, maltratando o ser vivo

É muito lixo, muita fumaça
Pra inalar, sugar e ver
Pra você admirar, é de graça
E o ar um dia há de vender

Veias sem sangue, rios sem água
Pulmão sem ar puro, planta sem folhas
A mata chora, com muita mágoa
Triste por nossas péssimas escolhas

Nenhum comentário:

Postar um comentário