Sejam todos bem-vindos!

Qualquer Coisa é a Mesma Coisa é uma série de publicações próprias e algumas divulgações, quando não faço nada, ponho alguma coisa por aqui, que, talvez, ninguém ou poucos as leiam.

Recomendo o uso dos marcadores a direita de sua tela, ok?
Boa Leitura!! Se não quiser ler, apenas olhe... Comente...

quarta-feira, 24 de março de 2010

O Blues



Quando paro pra escutar o Blues
Entro nele e começo a pensar
Quando paro pra escutar o Blues
Penso em cada nota que está a soar
Minha alma ali não está
Fica mais leve que o ar
Vagabundando por aí, em um bom lugar
Em um bom lugar.


Quando paro pra escutar um Blues
Escuto solos que me fazem contorcer
Quando paro pra escutar um Blues
Momentaneamente consigo esquecer
Praticamente tudo ao meu redor
Na cabeça cabeluda, eu e o Blues, Não há nada melhor
E grito: QUE VENHA O PIOR!
QUE VENHA O PIOR!!!!!


Isso é o Blues
Ahh... Isso é o Blues


Toda vida que encontro o Blues
Sentado, no chão, de pés descalços
Lamenta seu coração, aos pedaços
Movimentos repetitivos, simulando um trem
É muito simples, o que ele tem?


Seu segredo vem com o Improviso
No fim de linha do trem, eu sempre aviso
Aparece aquele velho sorriso
O Blues se reanimou, agora dance com isso...


Ontem: gaita, voz e violão
Amanhã: guitarra, baixo, e instrumentos de percussão
Em um hoje distante, transforma-se em outro ritmo? Não.
Hoje: inspiração contada a dedo, sem exceção.
Ronerik Holanda

Nenhum comentário:

Postar um comentário