Sejam todos bem-vindos!

Qualquer Coisa é a Mesma Coisa é uma série de publicações próprias e algumas divulgações, quando não faço nada, ponho alguma coisa por aqui, que, talvez, ninguém ou poucos as leiam.

Recomendo o uso dos marcadores a direita de sua tela, ok?
Boa Leitura!! Se não quiser ler, apenas olhe... Comente...

segunda-feira, 15 de agosto de 2011

O poder de fazer amizades


É uma excelente idéia fazer amizades, principalmente com o abstrato (pensamentos, fatos, vida, morte, loucura...) que parece ser durão na queda, mas vai nos dando de mão beijada aos poucos o que queremos, isto é, se quisermos alguma coisa.
O medo nos faz não querermos nada, ficamos inertes como imóveis inofensivos sem alguma serventia e muito menos receptividade...
Quando sentimos medo de algo, não podemos rejeitá-lo, é isso que quero dizer, porque ele é abstrato e devemos ser amigo dele também; é onde numa situação de tal medo que se olharmos na sua profundíssima essência, que encontramos muitos fatores importantes para se obter a liberdade, digo que o próprio medo é um dos quais nos faz alcançar tal virtude.
Pensamentos antes de dormir são essenciais. Quem questiona, vive. Quem mergulha sem medo da lagoa ser rasa ou não, é muito mais feliz consigo e contagia o outro com tal felicidade.
Pra quê vou prestar vestibular, se eu tenho a liberdade pra ser um penetra em aulas universitárias? Eu vou preso por fazer isso?
Infelizmente muito ser humano perde grandes oportunidades e tempo em fazer algo onde muitas vezes não gostam e o pior: para obter-se ou ficar na espera de se obter um retorno, em resumo: UMA PRISÃO PIOR QUE A PRESIDIÁRIA, DELEGACIA, OU QUALQUER OUTRO NOME QUE INVENTAREM NOS PRÓXIMOS SÉCULOS.
Aquele que faz sem espera de troca e sim por prazer já é uma pessoa virtuosa e se muito bem trabalhada tal virtude, com certeza “trarão”, isso mesmo, no plural de “trará”, a marcação de uma nova idade: a Idade Livre, posteriormente à contemporânea, pondo o fim a todos os conceitos, existência, inexistência, de qualquer conhecimento que será inútil nessa nova forma de mundo, ou outra nomenclatura que possa ser denominada.
Estamos, estivemos e estaremos intensamente nessa busca, mesmo que nós não conseguirmos durante vivos, um dia virão outros que tocarão essa vontade à frente até sua conquista...
Nossas vontades de todas as gerações vividas juntarão um dia, onde sinceramente não sei quando, uma grande massa de forças, vindas dessas gerações, fará um acúmulo extraordinariamente imensurável a geração presente naquele exato momento no mundo...
Torço para que esse dia chegue na hora certa, pra podermos realmente sorrir com um sentimento de dever cumprido e consequentemente obtermos a certeza do ser livre ou não.

Nenhum comentário:

Postar um comentário