Sejam todos bem-vindos!

Qualquer Coisa é a Mesma Coisa é uma série de publicações próprias e algumas divulgações, quando não faço nada, ponho alguma coisa por aqui, que, talvez, ninguém ou poucos as leiam.

Recomendo o uso dos marcadores a direita de sua tela, ok?
Boa Leitura!! Se não quiser ler, apenas olhe... Comente...

terça-feira, 13 de setembro de 2011

Folclores




Modernizar o passado não é ele esquecer
Cadê o bolo que tava aqui? O gato comeu, tu não quis comer...
Se a felicidade é nosso objeto
Seja direto

Te amo é errado
Eu te amo, vulgarizado
Amo-te, concretizado

Quem tem boca vai a Roma
E manda o papa-gaio tomar no cu
Sai de lá totalmente satisfeito
Pela atitude de tal feito
Sai pulando como um cururu
E nesse clima ingere direito
Os Inse(r)tos e o que vier nos peito
E eles é quem o come cru

Tataravó conta pra mim é umas históra
Que nem lia e escrevia
As idéias vinham tudo na hora
Dos custume antigo
Sem ter nenhum perigo
De perder seu abrigo
Porque ali era esquecido

Tataravô conta pra mim as coisa com muito orgulho
De uns caba que chegaram de barco com um tal de bagulho
Era sua fé
Depois vieram uns Zé
E botaram tudo no embrulho
Comercializavam
E discriminaram
Disseram que é errado
Fumar o baseado
E que o matava um bocado

Meus bisavós cresceram no errado conhecimento
Passando pra meus avós que alienados foram vivendo
Meus pais? Essa geração eu nem comento!
E eu é quem esse galo cru vai comendo...

Nenhum comentário:

Postar um comentário